Não use enxaguante bucal para tratar caspa. Ela pode piorar.

Apesar de poder conter antifúngico, o álcool do produto pode causar mais irritação e, na verdade, agravar o problema.

Você já deve ter ouvido falar que, para curar caspa sem remédios ou xampus especiais, basta embeber o couro cabeludo com enxaguante bucal (mais precisamente, Listerine). Teoricamente, o mentol presente na fórmula teria um componente antifúngico, e o álcool ajudaria a eliminar as insistentes descamações.

“A caspa é uma doença anti-inflamatória. Por isso, não passa de uma pessoa para outra, é uma predisposição. Não há nenhum embasamento para esse tipo de tratamento alternativo, e o paciente pode até ter alguma complicação”, explica a dermatologista Cintia Rocha, da LC Dermatologia. Alergia e dermatite são algumas das consequências, e o álcool pode até criar uma irritação maior, já que é uma doença causada pela inflamação.

Segundo a profissional, é melhor não usar. O ideal é procurar um médico para avaliar as razões da doença e definir o tratamento específico para cada caso, com medicamentos e produtos feitos precisamente para diminuir a caspa.

Fonte: Metrópoles (Jose A. Bernat Bacete/GettyImages)

Deixe um comentário