Emsculpt, O Novo Aparelho Que Queima Gordura Localizada das Famosas

Bumbum e abdômen, acabou a moleza! Tem aparelho novo que promete secar qualquer gordurinha descarada.

O Emsculpt já foi testado e aprovado por famosas como Bruna Marquezine, Isabelli Fontana, Mica Rocha e Yasmin Brunet.

Depois de fazer sucesso lá fora, o Emsculpt chega ao Brasil e promete abalar abdomens e bumbuns – no bom sentido! A tecnologia combina desenvolvimento muscular à queima de gordura.

Como age o Emsculpt

O aparelho emite um campo eletromagnético que provoca contração muscular turbo.
O aparelho é uma espécie de torre onde estão acoplados os dois aplicadores (como duas placas) que são colocados em contato com a pele. Ele emite um campo eletromagnético que provoca contrações musculares turbo.

Não é choque, nem laser e nem calor. “A tecnologia se chama HIFEM (High Intensity Focused Electromagnetic). A contrações são supramáximas (o máximo de contração que o músculo de cada um consegue atingir!)”, afirma a dermatologista Claudia Marçal, de Campinas (SP). E não dói nadinha.

“Quando exposto a essas contrações, o tecido muscular é forçado a se adaptar, o que resulta em construção muscular e queima de gordura.”

Uma das novidades é que, além da definição muscular, o tratamento também é indicado para dar aquela levantada no bumbum. São necessárias de quatro a seis sessões, que devem custar, em média, entre R$ 2 mil e R$ 2.500 mil.

São 20 mil contrações locais durante 30 minutos de sessão, com resultados aparentes em até quatro sessões, feitas de duas a três vezes por semana.

“A tecnologia do Emsculpt age profundamente na pele, provocando a contração de alta intensidade em vários grupos musculares. Com isso, você ganha hipertrofia muscular e queima de gordura (no caso do abdômen)”, diz a dermatologista Paula Bellotti, membro-efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, do Rio de Janeiro.

Ela conheceu e testou o aparelho no último Congresso de Cirurgia Estética e Dermatologia Cosmética (IMCAS, na sigla em inglês), em Paris, na França, no início de fevereiro.

Aparelho poderoso X academia

O Emsculpt potencializa os resultados da mahlhação. Imagem: Shutterstock
Paula explica, porém, que o tratamento não substitui a academia. “A prática regular de atividades físicas é fundamental para a saúde, o bem-estar, a longevidade e a prevenção de doenças.”

Essa tecnologia funciona como um excelente complemento, potencializando os resultados dos exercícios e ajudando na manutenção, mas são estímulos diferentes.

Outra vantagem do Emsculpt, segundo a dermatologista Cíntia Rocha, de Brasília, pós-graduada em Medicina Estética pelo International Association of Aesthetic Medicina (IAAM), é esses campos eletromagnéticos agirem profundamente nos músculos da região tratada.

Ela conta que o tratamento fortalece o corpo para os treinos. “Há um ganho funcional, de postura e trabalho do Core, os 29 pares de músculos que suportam e estabilizam a bacia, a pélvis, o abdômen e o coração”, diz.

Para quem o Emsculpt é indicado

Será o Emsculpt o segredo do corpo sequinho de Bruna Marquezine?

Cíntia explica que essa é uma tecnologia com foco na criação e definição de músculos. Por isso, é indicada para qualquer pessoa. Tanto para uma melhora estética quanto para o fortalecimento da musculatura. Em pessoas com IMC normal, a definição muscular vai ser mais visível.

O equipamento conta com dois aplicadores (em breve chegarão ao Brasil os aplicadores para bíceps, tríceps, panturrilhas e coxas) que são posicionadas no abdômen ou glúteo do paciente, proporcionando redução de gordura abdominal e a famosa “levantada” no bumbum.

“É o único mecanismo que proporciona lifting de bumbum sem cirurgia”, fala. Segundo ela não há restrição de idade para fazer o tratamento, nem efeitos colaterais. “Grávidas, pacientes oncológicos e pessoas com algum tipo de metal no corpo não podem usar o Emsculpt”, finaliza.

Fonte: Mybeauty

Deixe um comentário